Crítica: Viúva Negra, tudo o que ele poderia ser e não foi!

Até pouco tempo atrás eu assistia os filmes da Marvel para acompanhar a galera e ter o que falar quando o assunto surgia. Mas, recentemente maratonei TODOS os filmes (em ordem cronológica) e virei FÃ.

Não sou fanática nem nada, mas acho que são filmes muito bons e que se ligam entre si de uma maneira fantástica!

Eu estava muito empolgada pelo filme da Viúva, eu sempre gostei dela nos filmes e achava que ela poderia ser muito mais! E vamos combinar que precisávamos de filmes de heroínas bons! Daqueles que dão orgulho sabe? ( PS: o filme da Capitã Marvel eu adorei)

Paguei pelo premiere da Disney+, foram C$ 39,99 com as taxas 😱 (tive que comprar online o acesso antecipado) Mas eu estava feliz, porque como eu disse, eu gosto muito dela nos filmes, mas infelizmente o filme não atingiu minhas expectativas…

Eu queria ver a origem da Natasha Romanoff, estava ansiosa para ver o treinamento dela e como ela havia se tornado aquela mulher porreta que a gente via nos filmes da MCU. Queria ver pelo menos ela e o Barton juntos em Budapeste já que eles falam tanto dessa história…

Acima de tudo eu estava doida para ela ser homenageada, pois ela só ganhou um filme depois de se sacrificar para que todos se salvassem e não teve um enterro bonito, com todos os heróis que sobram assim como o Tony Stark!

Ao contrário da mulher poderosa que nós conhecemos, nós temos uma coadjuvante no própria filme. Que apesar de ter algumas cenas de ação legais, todo o resto parece ser tirado de um filme da Sessão da Tarde.

O filme não levou a lugar nenhum e não apresentou nada de novo para a personagem. O que salvou foi a cena pós credito (aliás só temos uma nesse filme). Nem mesmo o nosso querido David Harbour (a.k.a chefe de polícia Jim Hopper 😅)

Nota do filme: ⭐️⭐️⭐️

Sinopse

No thriller de espionagem repleto de ação “Viúva Negra”, da Marvel Studios, Natasha Romanoff, também conhecida como Viúva Negra, enfrenta o lado mais sombrio da sua vida, quando surge uma perigosa conspiração ligada ao seu passado. Perseguida por uma força que tudo fará para a derrotar, Natasha tem de lidar com o seu historial enquanto espia e com as relações desfeitas que deixou pelo caminho, muito antes de se tornar uma Vingadora.

Vocês já assistiram? O que acharam?

5 comentários sobre “Crítica: Viúva Negra, tudo o que ele poderia ser e não foi!

  1. Como fã da marvel, confesso que minha expectativa com o viúva negra caiu um pouco depois desse post, ainda não assisti mas vou assistir prepara e sem esperar muito

    Obs.: fiquei triste em saber que não tem nada relacionado a Budapeste 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo